ATE XVII é multada em R$ 45,9 milhões

Transmissora do grupo Abengoa teve a concessão extinta pelo MME por não entregar instalações leiloadas em 2012

A diretoria da Aneel decidiu aplicar multa de R$ 45,9 milhões à ATE XVII Transmissora de Energia pela não implantação de instalações de transmissões arrematadas em leilão de 2012. A penalidade está prevista no edital do certame, que prevê a execução da Garantia de Fiel Cumprimento em caso de não pagamento.

Em 2017, o Ministério de Minas e Energia declarou a caducidade de concessões outorgadas ao grupo espanhol Abengoa, entre elas a da ATE XVII. O contrato da transmissora previa que as instalações de transmissão deveriam entrar em operação comercial em 36 meses, contados a partir da data de assinatura do contrato em fevereiro de 2013.