Eólica offshore demandará desenvolvimento tecnológico nacional

Lactec está na dianteira dos estudos que ajudarão a viabilizar a exploração da fonte no Brasil

A geração de energia em parques eólicos marítimos deve experimentar um boom de crescimento de agora até 2025. Nesse período, serão adicionados 70 gigawatts (GW) à matriz energética global, segundo projeções do Conselho Global de Energia Eólica (GWEC, na sigla em inglês), o que equivaleria a cinco “Itaipus” em capacidade instalada. No Brasil, players do mercado de energia já demonstram interesse em investir em parques offshore. Acompanhando esse movimento, o Lactec se prepara para atender às demandas de projetos de pesquisa e desenvolvimento (P&D) e outros estudos necessários à adequação tecnológica para as condições da costa brasileira.

As perspectivas de desenvolvimento desse novo recurso energético no Brasil foram tema do webinar “Na vanguarda da Eólica Offshore”, promovido pelo Lactec em parceria com o Grupo CanalEnergia, no último dia 12. Pesquisadores da empresa, especialistas em diferentes áreas, apresentaram um panorama dos principais desafios tecnológicos e ambientais que, em uma avaliação preliminar, teriam que ser superados para assegurar a viabilidade dos empreendimentos.

As palestras trataram de aspectos técnicos como a definição do melhor modelo construtivo para os parques eólicos offshore, tecnologias para a gestão eficiente dos ativos (O&M), além de questões relevantes relacionadas ao licenciamento ambiental e estudos de projetos complementares desse tipo de empreendimento.

Em razão da diversidade e extensão da costa brasileira, o consenso entre os especialistas é de que os estudos serão fundamentais para avaliar todos os aspectos com potencial de impactar o processo de implantação e operação das usinas. O Lactec está apto a trabalhar e colaborar com as empresas do segmento para ajudar o Brasil a estar na vanguarda dessa tecnologia.

Experiência

Parceiro tecnológico de longa data do setor energético, o Lactec dispõe de experiência e competências técnicas aplicáveis ao desenvolvimento da eólica offshore. Como exemplo, destacam-se as soluções em serviços de mapeamento a laser, georreferenciamento, estudos de intemperismo e durabilidade (inclusive em ambiente marinho), sensoriamento e monitoramento de estruturas (gestão inteligente de ativos), estudos de proteção de sistemas energéticos e de qualidade de energia.

A empresa trabalha em um grande projeto de P&D na área de eólica offshore para o mercado brasileiro e também está construindo, em Curitiba, um Laboratório de Estudo da Energia das Ondas (LEEO) para o desenvolvimento de modelos práticos com pesquisas de campo da energia das ondas e de estruturas a serem desenvolvidas e instaladas em regiões costeiras.

Mais sobre o Lactec – é uma empresa privada que atua fortemente no mercado de inovação, abrangendo todas as áreas da pesquisa, ciência, meio ambiente e tecnologia para atender com alto desempenho às demandas fundamentais dos diversos setores produtivos da economia brasileira. Com três áreas de negócios principais, atua em todo o ciclo de inovação, desde P&D, ensaios e análises até a execução de processos complexos para o setor de infraestrutura.

Para assistir a gravação do webinar “Na vanguarda da Eólica Offshore”, clique aqui.

(Nota da Redação: Conteúdo patrocinado produzido pela empresa)