MME nega racionamento, mas confirma MP para gestão da crise

Ministério disse que objetivo é fortalecer a governança do processo decisório

O Ministério de Minas e Energia negou que estejam sendo tomadas quaisquer medidas objetivando o racionamento de energia elétrica no país. O MME disse, contudo, que tem avaliado ações para minimizar os impactos da crise hídrica na vida do cidadão.

O MME afirmou que, entre as ações avaliadas, está uma Medida Provisória que visa fortalecer a governança do processo decisório, possibilitando maior agilidade, segurança jurídica e total respeito às competências de todas as instâncias.

“Todo o trabalho tem sido realizado de forma transparente, sinérgica e tempestiva, buscando o uso racional dos recursos hídricos e da energia elétrica, permitindo que o País passe por esta conjuntura crítica com serenidade e sem alarmismos.”, afirmou o MME em nota divulgada na noite desta segunda-feira, 21 de junho.