Consumo da Energisa cresce 1,4% em julho

Demanda por energia foi puxada pelas as classes Comercial e Industrial

O consumo consolidado de energia elétrica nas áreas de concessão do Grupo Energisa e no mercado livre subiu 1,4% em julho na comparação ao mesmo período de 2020, chegando a 2.890 GWh, de acordo com o boletim divulgado pela companhia.

O desempenho no mês foi impulsionado pelo consumo da classe comercial, que mostrou crescimento de 7% (33,4 GWh), com o maior avanço para o mês em 8 anos. Já a classe industrial teve um crescimento de 4,2% (26,1 GWh), a segunda maior contribuição para o crescimento no mês. No período, seis das 11 distribuidoras apresentaram aumento no consumo de energia em suas áreas de concessão.

Já o consolidado do consumo nos primeiros sete meses de 2021 tanto no mercado livre quanto no cativo (21.124,8 GWh) nas áreas de concessão das distribuidoras do Grupo Energisa teve um aumento de 3,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Considerando o fornecimento não faturado, o volume passa para 20.929,2 GWh, o que significa um aumento de 2,8%.