Casa dos Ventos acerta contrato para suprir plantas da ADM

Contrato vai trazer economia de US$ 18 milhões em 15 anos e energia virá de eólica na Bahia

O compromisso global da Archer Daniels Midland Company – a ADM – em reduzir as emissões de carbono avança na operação brasileira. Pela primeira vez, a empresa vai investir em energia eólica para abastecer sete plantas instaladas no país: Campo Grande (MS), Rondonópolis (MT), Santos (SP), Joaçaba (SC), Porto Franco (MA), Três Corações e Uberlândia (ambas em MG). O contrato foi assinado com a Casa dos Ventos e a previsão é de uma economia em torno de U$18 milhões em 15 anos, período inicial de duração do contrato. A ADM é uma das maiores empresas do agronegócio no mundo e atua no processamento e comercialização de grãos; fabrica óleos vegetais, ingredientes e insumos para a indústria química, alimentícia e de nutrição animal.

O acordo envolve a energia que será gerada no Complexo Eólico Babilônia Sul, localizado em Morro do Chapéu e Várzea Nova, na Bahia, e vai proporcionar uma redução anual de emissão de 19 mil toneladas métricas de CO2. De acordo com Domingo Lastra, presidente da ADM para América Latina, esse é um passo importante para o avanço no consumo de energia limpa com projetos de autogeração, reforçando a sustentabilidade em posição de destaque na estratégia do negócio da companhia. Ele lembra que a empresa também usa energia renovável em outras unidades, caso das plantas Campo Grande, Rondonópolis, Joaçaba e Villeta, onde a ADM faz plantio de árvores para abastecer a queima da caldeira a partir de cavacos de eucalipto 100% reflorestado.

O diretor de Novos Negócios da Casa dos Ventos, Lucas Araripe, destaca o compromisso das empresas com os princípios ESG como um dos principais impulsionadores da expansão da matriz renovável hoje. Segundo Araripe, por meio de parcerias como esta, a Casa dos Ventos está incluindo cerca de 1,5 GW de energia renovável na matriz brasileira até 2023, e está preparada para apoiar as empresas em sua transição energética como um parceiro estratégico. A Casa dos Ventos vai investir em parques híbridos para ampliar a oferta de energia eólica e solar.