EDP lança Lab para capacitar nove instituições de impacto

Iniciativa busca engajar organizações a adotarem uma cultura de mediação e ampliação de impacto social e ambiental

Para fomentar iniciativas de impacto social e ambiental positivo, a EDP Brasil anunciou o lançamento do Lab de Impacto EDP.  A iniciativa busca engajar organizações sociais, negócios de impacto e parceiros da empresa a adotarem uma cultura de mediação para enfrentar os desafios na área de atuação da companhia.

As primeiras instituições selecionadas foram a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), Associação Amigos da Justiça Cidadania Educação e Arte, Associação dos Amigos da Arte  (AAMARTE), Associação Um Litro de Luz Brasil, Atitude Inicial, Instituto Phomenta, Instituto Verdescola, Instituto Futebol de Rua e Moradigna.

O programa auxiliará as organizações a tomarem as melhores decisões no alcance de seus objetivos, a gerirem os impactos socioambientais e a construírem teses de mudanças. Dessa forma, as instituições participantes terão condições para definirem indicadores e metas de impacto, bem como de desenvolverem planos para ampliarem seus efeitos na sociedade.

“A ideia é ampliar o conhecimento acerca das ações e mensurar melhor seus impactos, o que proporcionará inúmeros benefícios para uma quantidade ainda maior de pessoas e, principalmente uma maior independência dessas organizações no longo prazo”, destaca o diretor de Sustentabilidade e do Instituto EDP, Dominic Schmal.

O Lab terá duração de nove meses e cada instituição apresentará trimestralmente relatórios sobre o desempenho em relação aos indicadores de impacto. Também serão oferecidas oportunidades para desenvolvimento e apresentação de planos de ação para ampliar os resultados, bem como a sustentabilidade financeira.

Ao final do programa, a EDP irá reconhecer os parceiros com o “bônus de impacto” com base no impacto social e ambiental gerado por cada instituição. Além disso, cada organização poderá apresentar um Plano de Ação para Escalar Impacto que será avaliado pela equipe da EDP para identificar oportunidades de continuidade e expansão da iniciativa nos próximos ciclos.

Projetos selecionados

O impacto gerado por essas organizações está diretamente relacionado a desafios sociais que são enfrentados pelas comunidades onde a companhia atua, trazendo soluções para áreas de inclusão energética, educação, geração de renda, entre outros.

É o caso da Litro de Luz, organização que leva iluminação solar a comunidades sem acesso à energia ou sem luz nas ruas. Já o Moradigna traz uma solução diferente para o tema de inclusão energética através de pacotes para reforma de casas que melhoram condições de insalubridade e risco elétrico.

No pilar de inclusão cultural, esportiva e educacional de jovens em situação de vulnerabilidade, foram selecionadas as organizações AAMARTE, Instituto Futebol de Rua e Instituto Verdescola que atuam em diferentes regiões do Brasil. Enquanto isso a Associação Amigos da Justiça Cidadania Educação e Arte possui uma parceria com a EDP focada na inclusão de pessoas da 3ª idade.

Em relação ao fortalecimento organizacional e empreendedorismo, os destaques são a Adel, que atua com empreendedorismo de jovens e agricultores, o Insituto Phomenta, que foca no fortalecimento de organizações da sociedade civil e a Atitute Inicial, que irá desenvolver um projeto de hortas comunitárias em linhas de transmissão.