Fitch afirma ratings de emissões da Saesa e da Norte Energia

Nota da Saesa ficou em ‘BBB-(bra)', enquanto ratings da Norte Energia em ‘AA(bra)'

A Agência de Classificação de risco Fitch Ratings afirmou o Rating Nacional de Longo Prazo da primeira e terceira emissões de debêntures em ‘BBB-(bra)’ e Perspectiva Estável da Santo Antônio Energia e também afirmou a nota de Longo Prazo da primeira emissão de debêntures em ‘AA(bra)’ da Norte Energia e a perspectiva negativa.

A primeira emissão da Saesa, de R$ 1,52 bilhão, em duas séries, vence em junho de 2038. Os pagamentos de juros e de principal são anuais e começarão a ser pagos em outubro de 2023 e em junho de 2024. A terceira emissão, no valor de R$ R$ 700 milhões, também em duas séries, vence em abril de 2024. Os pagamentos de juros começaram em outubro de 2014 e os do principal da primeira série tiveram início em abril de 2020. Os da segunda série começarão em abril de 2022. Já a Norte Energia emitiu R$ 700 milhões em debêntures, com vencimento em maio de 2030, atualizados pelo acumulado do IPCA, com juros de 7,25% ao ano. A remuneração dos juros e principal será paga semestralmente, com início em novembro de 2020.

De acordo com a Fitch, a afirmação e a remoção da Observação Negativa dos ratings das primeira e terceira emissões de debêntures da Saesa e da primeira emissão da Norte Energia refletem a aprovação por parte do BNDES e de bancos repassadores, da suspensão temporária dos pagamentos de principal e juros de seus financiamentos até junho de 2022, e seu impacto positivo nas métricas e liquidez de curto e médio prazos. O BNDES é o maior credor de ambos os projetos.

O standstill de sete parcelas representará uma liquidez de aproximadamente R$ 780 milhões para a Saesa, enquanto para a Norte Energia, o standstill de seis parcelas representará uma liquidez de R$ 1,1 bilhão. Adicionalmente, os projetos apresentaram uma posição de caixa consistente com os cenários da Fitch anteriores à colocação dos seus ratings em Observação Negativa, devido à elevação do risco hidrológico no segundo semestre de 2021.

Nã há previsão para uma elevação da nota. Os ratings da Saesa podem ser afetados em caso de liquidez insuficiente para honrar os pagamentos da dívida a curto e médio prazos, de resolução desfavorável sobre a condicionante da Licença de Operação e impacto negativo no fluxo de caixa do projeto. Já os ratings da Norte Energia pode ser rebaixados devido a gastos com iniciativas socioambientais e outros investimentos acima de R$ 500 milhões entre 2022 e 2023; a potenciais passivos a serem pagos ao Consórcio Montador que impactem a liquidez ou a potencias passivos a serem pagos ao regulador. O rating pode ser elevado em caso de GSF consistentemente acima de 0,9 e comercialização de energia não contratada a preços acima de R$ 130 / MWh a partir de 2023.