Cemig-D protocola adesão à conta de escassez hídrica

Distribuidora solicitou no primeiro repasse R$ 190 milhões

A Cemig informou em comunicado ao mercado que a subsidiária Cemig Distribuição protocolou na Agência Nacional de Energia Elétrica o Termo de Aceitação relativo à adesão à Conta de Escassez Hídrica, que regulamenta as medidas destinadas ao enfrentamento dos impactos financeiros no setor elétrico decorrentes da situação de escassez hídrica.

No documento, a Cemig solicitou o teto dos recursos do primeiro repasse referente ao Programa de Incentivo à Redução Voluntária de Consumo, bem como da importação de energia autorizada pela Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética para os meses de julho e agosto de 2021, totalizando R$190.658.429,53.

Foi pedido ainda o acesso pleno aos recursos que serão disponibilizados pela Conta Escassez Hídrica referentes aos custos relacionados ao Saldo da Conta Centralizada dos Recursos de Bandeiras Tarifárias para a competência de abril de 2022 e pelo Procedimento Competitivo Simplificado /2021.