LATAM adota veículos elétricos em operação de solo no aeroporto de Confins

Projeto-piloto desenvolvido em parceria com a Real Aviation e a BH Airport reduzirá emissão em 114 toneladas de CO2 por ano

A LATAM está utilizando 100% de energia elétrica em suas operações de solo. Na última terça-feira, 28, a companhia iniciou a operação de Ground Handling, equipamento que utiliza 100% de energia elétrica em vez de diesel, e está sendo usado em pelo menos 50% dos voos da empresa em Belo Horizonte/Confins (o equivalente a 10 voos diários). A iniciativa fará a LATAM deixar de emitir 114 toneladas de CO2 nos próximos 12 meses no aeroporto mineiro.

Com investimento de mais de R$ 30 milhões, o projeto-piloto foi desenvolvido em parceria com Real Aviation e BH Airport. A ação está conectada com a estratégia de Sustentabilidade do grupo LATAM, anunciada em 2021. No pilar de Mudanças Climáticas, o grupo tem como meta ser uma companhia 100% carbono neutro até 2050.

Enquanto a LATAM investiu na exclusividade e priorização de parceiros que oferecem soluções mais sustentáveis para atender ao seu compromisso, a Real Aviation investiu na compra dos equipamentos de Ground Handling. Para atender 10 voos diários da LATAM, foram comprados cinco equipamentos 100% elétricos, sendo um rebocador, dois tratores de bagagens e duas esteiras para carregamento de bagagens. Já a BH Airport investiu em infraestrutura para oferecer os pontos de energia para o carregamento desses equipamentos do Ground Handling, como a construção de uma subestação e a instalação de equipamentos próprios para suportar a operação.