Light pretende prosseguir com plano de ação de combate às perdas

Entre 2020 e 2021, a companhia investiu mais de R$ 450 milhões no combate às perdas

Até definir quem será o seu próximo CEO, a Light pretende prosseguir com seu plano de ação, que foi aprovado pelo Conselho de Administração e tem como foco a estratégia de combate às perdas.

De acordo com a Light, a estratégia adotada pela atual gestão de fortalecer o combate às perdas, melhorar os indicadores de continuidade do serviço e fazer a transformação digital tem dado resultados. Mesmo em um contexto socioeconômico desafiador, em um ano, a companhia melhorou em 1,2 p.p. a sua arrecadação.

“O plano de ação da Light, que inclui o combate às perdas e a melhoria da arrecadação, foi aprovado pelo Conselho. Os pilares deste plano já foram solidificados na gestão de Nonato de Castro e pela diretoria, que segue na Companhia. Os recentes resultados da empresa mostram que estamos no rumo certo, enfrentando os desafios peculiares da nossa área de concessão”, disse o CEO interino da companhia, Wilson Martins Poit.

Entre os anos de 2020 e 2021, a Light investiu mais de R$ 450 milhões no combate às perdas. O resultado desse aporte foi o registro do quarto trimestre seguido com redução de perda no 1º tri de 2022. O indicador de perdas totais (em 12 meses) registrou queda de 90 GWh nas perdas, encerrando o trimestre em 26,59%.

Além disso, os investimentos também renderam o melhor desempenho operacional da Light nos últimos 20 anos. No primeiro trimestre de 2022, a companhia se tornou a 2ª melhor distribuidora do país em termos de FECi e a 4ª melhor em DECi, de acordo com a Aneel.

“Os processos de turnaround Orçamento Base Zero (OBZ) e a redução de custos, atualmente em curso, seguem conforme o planejado. A administração da Companhia seguirá o Plano de Reestruturação da Light para manter a empresa sustentável e capaz de prestar um serviço de qualidade na sua área de concessão. É objetivo desta Administração preparar a Light para os novos desafios do setor de energia, modernizando uma empresa centenária, que mantém relevância no cenário nacional”, finalizou Poit.