Tarifas no Espírito Santo terão aumento de 11,50%

Revisão tarifária da EDP ES foi concluída pela Aneel nesta terça-feira, 2

As tarifas da EDP Espirito Santo ficarão 11,50% mais caras em média, com efeito médio a ser percebido pelos consumidores de 12,46% na alta tensão e de 11,10% na baixa tensão. A Aneel estima, no entanto, que com a limitação da alíquota do ICMS e a alteração da base da cálculo do tributo estadual pela Lei Complementar 194, o efeito final com tributos será de 9,8%. O aumento resultante da revisão tarifária periódica da distribuidora vai vigorar a partir de 7 de agosto. O processo foi concluído pela agência reguladora nesta terça-feira, 2.

Os novos valores refletem o crescimento dos encargos setoriais, que tiveram peso relevante no processo com 8,42%. Uma parte desse impacto é atribuído ao aumento da cota da CDE Uso para 2022, com 7,30%; dos encargos de Serviços do Sistema e de Energia de Reserva, com 2,43%; e do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia, o Proinfa, com 1,01%.

A compra de energia aumentou 4,56% e a transmissão 1,41%. Já a parcela da distribuidora teve redução de 1,76%. Entre os componentes financeiros que foram retirados da tarifa e contribuíram para mitigar o reajuste, o destaque foi a devolução de créditos de PIS e Cofins prevista na Lei 14.385, que teve efeito redutor de 10,59%.

(Nota da Redação: Matéria atualizada às 12:43 horas do dia 02 de agosto de 2022 para complementação de informações)