Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A Energisa Acre divulgou que nos primeiros seis meses deste ano, quase 23 mil clientes tiveram o fornecimento de energia elétrica comprometido por conta de ocorrências na rede elétrica causadas por pipa. Se comparado com o mesmo período do ano anterior, houve um aumento de 10% na quantidade de clientes afetados por interrupções de energia causadas por essa brincadeira.

De acordo com a distribuidora, as ocorrências se concentram nos municípios de Rio Branco, Sena Madureira e Cruzeiro do Sul. A companhia destacou ainda que ao praticar essa brincadeira, é preciso muita atenção, porque além de causar danos à rede elétrica, comprometendo o fornecimento de energia elétrica, pode causar graves acidentes, inclusive a morte.

De maneira rotineira, a Energisa declarou realizar ações de conscientização junto a comunidade para reforçar algumas orientações, como por exemplo: Jamais solte pipa próximo à rede elétrica e nunca tente remover a pipa da rede elétrica. Apenas os profissionais autorizados pela Energisa, munidos de todos os itens de segurança e treinamentos necessários, podem fazer isso; Ao verificar pipas presas à rede elétrica, entre em contato com a Distribuidora por meio dos canais de atendimento; Não utilize materiais cortantes, como a linha chilena e o cerol. A linha pode ser perigosa para os condutores, causando, principalmente, acidentes com motos e bicicletas.