Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

O conselho de administração da Eletrobras aprovou a seleção e contratação do sindicato de instituições financeiras que ficará responsável por estruturar a possível operação da sua 4ª emissão de debêntures simples. O valor total que a operação poderá chegar á de R$ 7 bilhões. A ideia é a emissão em duas séries, não conversíveis em ações. A primeira ao montante de R$ 4 bilhões e a segunda os R$ 3 bilhões restantes.

Em comunicado, a empresa informou ainda da realização de captação por Furnas na possível 1ª emissão de notas comerciais escriturais, em cinco séries, com garantia fidejussória da holding, para distribuição pública, ao valor total de R$ 3,5 bilhões. Esse montante seria dividido em três de R$ 500 milhões e duas de R$ 1 bilhão cada. A CGT Eletrosul também poderá captar mas um valor de R$ 250 milhões.

A Eletrobras informou que as ofertas, se e quando efetivadas, serão realizadas nos termos da Resolução da CVM nº 160, de 13 de julho de 2022, conforme alterada. E que o processo de contratação do Sindicato pela companhia ainda está em andamento e se encontra em tratativas preliminares nas três empresas.