Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou para o início da operação em teste, a partir de 23 de setembro, a UG5, da EOL Ventos de São Roque 22, com 5,7 MW de capacidade instalada; e as UG1 a UG5, da EOL Santo Agostinho 21, com 31 MW. Ao todo, para operação em teste, foram liberados 36,7 MW de capacidade instalada.

Para operação comercial, a Aneel liberou as UG1, UG2 e UG4, da EOL Cajuína B9, com 17,1 MW de capacidade instalada.

A Aneel decidiu também suspender a operação comercial das unidades geradoras UG1 e UG2, de 6,25 MW cada, da PCH Salto do Guassupi, a partir de 2 de maio de 2023. O empreendimento está localizado nos municípios de Júlio de Castilhos e São Martinho da Serra, estado do Rio Grande do Sul.

Os motivos para a suspenção, segundo a Aneel, foi devido ao desligamento prologando decorrente da identificação de um colapso do túnel adutor, que impede a passagem de água para o processo de geração, causando perda de pressão nas turbinas, resultando em 12.500 kW de potência indisponibilizada e com previsão de retorno à condição operacional para 15 de agosto de 2023.