Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

Uma semana depois do temporal que caiu e chegou a afetar mais de 1,3 milhão de unidades consumidoras, o Rio Grande do Sul amanheceu ainda com quase 7 mil pontos sem energia. A RGE informou que já foi possível normalizar o fornecimento para 708,5 mil clientes (99%) nessa terça-feira, 23 de janeiro. E que segue totalmente mobilizada para retomar o fornecimento aos 5,5 mil clientes afetados. A maior concentração é na Região Metropolitana. JÁ A CEEE Equatorial afirma ter recomposto a rede para 99,7%, registrando nesse momento 1,4 mil unidades ainda desligadas, priorizando agora os atendimentos individuais.

No pico do ciclone, na madrugada de terça para quarta-feira, a RGE chegou a ter 714 mil pontos no escuro. Foram registrados grande volume de chuva, descargas atmosféricas e ventos acima de 100km/h. A maioria dos serviços que restam a serem feitos impõe grande complexidade devido ao volume de resíduos de vegetação e objetos sobre a rede. Além de demorados, quando concluídos, permitem religar poucos clientes.