A EDP ES deu início ao projeto Comunidade Solar, que vai levar energia solar e capacitação profissional, para a comunidade de Jabaeté, em Vila Velha (ES). A iniciativa inclui a instalação de painéis solares em três espaços da comunidade, sendo o Projeto Tons de Amoras, o Instituto GG5 e a Associação de Moradores de Jabaeté, além de capacitação profissional em Manutenção e Instalação de Sistemas Fotovoltaicos, por meio do Senai, com 160 horas de duração, para 20 moradores.

O projeto, que também prevê a instalação de totens de energia solar em espaços públicos da comunidade para carregamento de equipamentos eletrônicos, como celulares, faz parte das iniciativas da EDP para contribuir com o desenvolvimento sustentável das comunidades nas regiões em que a empresa atua e proporcionar uma transição energética justa. A instalação das placas solares vai gerar uma economia de cerca de 50% na conta de energia das instituições beneficiadas. A iniciativa está sendo realizada em parceria com a Revolusolar, associação sem fins lucrativos que implantou a primeira cooperativa solar social do Brasil na Favela da Babilônia, no Rio de Janeiro.

De acordo com a empresa, em março foram instaladas as placas solares no projeto Tons de Amora, já energizadas, e na Associação de Moradores de Jabaeté, em processo de energização. Também em março teve início o curso de capacitação, com conclusão prevista para junho. Em abril, devem ser instaladas as placas solares no Instituto GG5, com a participação dos alunos que estão fazendo a capacitação e terão a oportunidade de colocar em práticas os aprendizados do curso.