Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

Os reservatórios do subsistema Sudeste/Centro-Oeste recuaram 0,2 ponto percentual para 69,3% na última quarta-feira, 19 de junho, em relação ao dia anterior, segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico. A energia afluente armazenável equivale a 57% da média de longo termo. A energia armazenada soma 141.755 MW mês. A hidrelétrica Furnas opera com 72,16% da capacidade e Nova Ponte, com 68,81%.

Na região Nordeste, houve recuou de 0,1 p.p para 71,3% da capacidade de armazenamento. A ENA armazenável está em 41% da MLT e a energia armazenada em 36.876 MW mês. A usina de Sobradinho trabalha com 70,24% da capacidade.

Já os reservatórios do Sul registraram alta de 0,3 p.p para 89,2% da capacidade. A ENA armazenável acumula 84% da média histórica e a energia armazenada 18.243 MW mês. A hidrelétrica G.B.Munhoz opera com 87,79% e Salto Santiago, com 87,80% da capacidade.

A região Norte teve um decréscimo de 0,2 p.p para 93,7% da capacidade. A ENA armazenável está em 55% da MLT e a energia armazenada em 14.339 MW mês. A UHE Tucuruí tem 95,22% da capacidade armazenada.