Jirau foi a terceira maior geradora de energia do Brasil em 2015

Hidrelétrica do Madeira ficou atrás apenas de Itaipu e Tucuruí

Em 2015, de acordo com o histórico de dados operacionais de geração e consumo do Operador Nacional do Sistema Elétrico, a hidrelétrica Jirau foi destaque como terceiro lugar no ranking de geração média hidráulica, atrás apenas de Itaipu e Tucuruí, segundo levantamento feito pela Energia Sustentável do Brasil (ESBR), operadora de Jirau.
 
Itaipu, que é binacional, alcançou 4.529,66 MW médios, em 60 Hz, e 4.381,88 MW médios, em 50 Hz; já Tucuruí atingiu a média de 4.030,01 MW; ao passo que Jirau, em fase de motorização, produziu 1.292,89 MW médios no ano.
 
A UHE Jirau possui capacidade instalada de 3.750 MW, o suficiente para abastecer mais de dez milhões de residências. A previsão é que até outubro deste ano esteja com suas 50 turbinas em pleno funcionamento. Atualmente está com 41 máquinas em operação. Para o diretor de Operação da ESBR, Isac Teixeira, Jirau pode se orgulhar de ser a terceira maior geradora do país. “O Brasil tem um grande potencial hidráulico e nós já somos destaque na matriz energética nacional”, ressaltou.
 
Logo atrás vem a hidrelétrica de Santo Antônio, também no rio Madeira, com 1.270,81 MWmed, seguida por Xingó, Itá e Ilha Solteira, formando o grupo com geração acima de 1 GWmed no ano.