Reforços na transmissão da Chesf no RN entram no Reidi

Eólica na Bahia também alcança o enquadramento no Regime

O Ministério de Minas e Energia autorizou na última sexta-feira, 7 de agosto, o enquadramento ao Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura de reforços nas subestações Santana do Matos II e Santa Cruz, no Rio Grande do Norte. As subestações pertencem à Chesf.

As melhorias compreendem a instalação e complementação de módulos de conexão, entrada de linha e infraestrutura geral, além da substituição e realocação de transformadores. As obras tiveram início em 26 de março de 2014, e possuem previsão de término para o mesmo dia e mês de 2016. Serão investidos R$ 56,1 milhões no empreendimento, sem a contabilização de impostos.

O MME também enquadrou no Reidi o projeto da EOL Lençóis, na Bahia. Serão implantadas quatro turbinas, com 10,8 MW de capacidade instalada total. A execução das obras será realizada entre 17 de abril de 2016 a 10 de dezembro do mesmo ano. A construção receberá R$ 50,6 milhões em investimentos, sem a incidência de impostos.