Revisão da CPFL Paulista pode resultar em aumento médio de tarifas de 15,15%

Proposta da Aneel para a distribuidora ficará em audiência pública de 24 de janeiro a 5 de março

As tarifas da CPFL Paulista podem ter aumento médio de 15,15% a partir de 8 de abril, como resultado da quarta revisão tarifaria periódica da empresa. Para os consumidores atendidos em alta tensão, o impacto previsto pela Agência Nacional de Energia Elétrica é de 14,06%, e para os de baixa tensão de 15,77%.

Os resultados preliminares ficarão em audiência pública na pagina da agencia regulador de 24 janeiro a 5 de março, com reunião pública prevista para 28 de fevereiro em Campinas, São Paulo.  Também ficarão em audiência os limites dos indicadores de qualidade que medem a duração (DEC) e a frequência (FEC) das interrupções no fornecimento de energia elétrica na área de concessão da distribuidora para o período de 2019 a 2023. A CPFL Paulista atende 4,2milhões de consumidores em 234 municipios do interior de São Paulo.