Eletrobras capta R$ 5 bilhões em debêntures

Recursos serão utilizados para pagas dívida de US$ 1 bilhão vencendo em julho de 2019 e para cobrir eventuais despesas com Angra 3 e Belo Monte

A Eletrobras divulgou na última quarta-feira, 22 de maio, o encerramento da oferta pública de debêntures que resultou na captação de R$ 5 bilhões para a companhia. O recurso será utilizado, em parte, para a quitação de um bônus de US$ 1 bilhão com vencimento em julho de 2019 e reforço de caixa. Por sua vez, cerca de R$ 700 mil captado via debêntures de infraestrutura será utilizado para pagamentos futuros de despesas ou dívidas relacionadas a implementação dos projetos da usina nuclear de Angra 3 e da hidrelétrica de Belo Monte.

As debêntures foram emitidas em quatro sérias, sendo três séries de títulos simples e uma incentivada. A operação foi distribuída em um regime misto de garantia firme e melhores esforços de distribuição. O banco Santander atuou como coordenador líder da emissão. A operação contou com a classificação de rating “br.AAA” pela S&P Global Ratings.

Os títulos de dívida têm vencimentos em 25 de abril de 2022, 25 de abril de 2024, 25 de abril de 2026 e 15 de maio de 2029.

As condições de remuneração foram:

1º série: 100% da taxa DI (Depósitos Interfinanceiros de um dia), mais sobretaxa de 0,70% ao ano;

2º série: 100% DI, acrescida de sobretaxa de 1% ao ano;

3º série: 100% DI, acrescida de sobretaxa de 1,20% ao ano;

4º série: juros remuneratórios de 5,1814% ao ano.