Energia distribuída no Grupo Equatorial sobe 1,3% em 2019

Consumo na área da Equatorial Piauí subiu 7,4% no ano, enquanto na Equatorial Alagoas recuou 4,5%

O total de energia distribuída nas concessionárias da Equatorial Energia em 2019 ficou em 22.354.047 GWh, crescendo 1,3% na comparação com o ano anterior. A empresa, que tem distribuidoras nos estados do Maranhão, Pará, Piauí e Alagoas, divulgou os dados consolidados em comunicado ao mercado na última quinta-feira, 6 de fevereiro. Nos consumidores cativos, a queda maior ficou na classe industrial, cujo consumo recuou 11,1%. A classe residencial ficou praticamente inalterada, com queda de apenas 0,1%. Já no mercado livre, o consumo geral subiu 16%, com a classe industrial crescendo 13,1%.

Por distribuidora, a Equatorial Piauí foi a que teve maior aumento no consumo, de 7,4%, com 3.511.176 GWh; seguida pela Equatorial Maranhão, que cresceu 3,4%, com 6.435,180 GWh. A Equatorial Alagoas teve um recuo de 4,5% no consumo de 3.511.176 GWh e na Equatorial Pará, o consumo de 8.616.956 representou uma queda ficou em 0,3%. O grupo soma 7,6 milhões de consumidores, subindo 1,7% na comparação com 2018. O Piauí, com 1,3 milhão de unidades, teve o maior aumento, de 4,4%. Em Alagoas, o número caiu 4,6%, indo de 1,15 milhão para 1,1 milhão.

No último trimestre do ano, as perdas não-técnicas na Equatorial Maranhão ficaram no limite regulatório, de 9,3%. A maior diferença entre o apurado e o regulatório ficou em Alagoas, com perdas de 49,9% frente a um regulatório de 22%. Na Equatorial Pará, as perdas ficaram em 40,2%, acima do limite de 33,5%. No Piauí, as perdas de 21,8% ficaram acima do limite de 13,9%.