Modelagem da Eletrobras deve ser concluída em até duas semanas

Previsão é do secretário Salim Mattar. O governo negocia os termos da privatização da estatal com o Senado

O secretário de Desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, afirmou em entrevista coletiva que o governo está negociando com o Senado a modelagem de capitalização da Eletrobras, e espera concluir a proposta em uma ou duas semanas. Ele destacou que na Câmara dos Deputados já existe uma sinalização positiva do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) em relação à aprovação do projeto de lei enviado pelo governo.

A expectativa do secretário é de que a proposta passe com facilidade na Câmara e vá rapidamente para o Senado. O PL que autoriza a privatização da estatal, por meio de um processo de capitalização que vai levar à perda de controle da União, foi enviado à Câmara em novembro do ano passado. Até agora não foi sequer instalada a comissão que vai discutir o assunto antes que ele seja enviado ao plenário.

O secretário lembrou que a Eletrobras tem aproximadamente 30% do mercado brasileiro de geração e transmissão e, para manter essa participação, precisa investir R$ 15 bilhões por ano. O orçamento de investimento é, no entanto, de R$ 3 bilhões a R$ 4 bilhões, o que torna necessário que esses recursos sejam buscados na iniciativa privada.

Para Mattar, o governo prefere ter esse diferença de R$ 11 bilhões em caixa para investir em áreas como saúde, educação e  construção de presídios. “Colocar esses recursos para investimento onde tem recursos privados sobrando não tem sentido”, disse nesta quarta-feira (19), após a 12ª reunião do conselho do Programa de Parcerias de Investimentos.