Eletrobras registra lucro de R$ 10,7 bilhões em 2019

No quarto trimestre, lucro da estatal ficou em R$ 3,1 bilhões

A Eletrobras terminou 2019 com lucro líquido de R$ 10,7 bilhões, abaixo dos R$ 13,3 bilhões obtidos em 2018 e recuando 20%. A estatal, que divulgou seus resultados no último dia 28 de março, teve receita líquida de R$ 27,7 bilhões, subindo 7,6% na comparação com a de 2018. O Ebitda de R$ 10,2 bilhões mostra uma queda de 46% em relação ao de 2018, que chegou a R$19 bilhões. A estatal investiu R$ 3,32 bilhões em 2019, enquanto em 2018 foram R$ 4,6 bilhões.

De acordo com a empresa, o lucro é resultado de bons eventos não recorrentes do ano anterior. Os R$ 10,7 bilhões vieram de resultados líquidos das operações continuadas de R$ 7,4 bilhões e pelo Lucro Líquido de R$ 3,2 bilhões referentes ao fim das operações de distribuição do grupo, com destaque para a privatização da Amazonas Energia. Outro ponto que de destaque foi a receita proporcionada pela entrada em operação da UTE Mauá 3, da Amazonas GT e o recebimento da GAG Melhorias para a concessões renovadas com base na lei 12.783/2013,

No quarto trimestre, o lucro líquido ficou em R$ 3,12 bilhões, valor 77% abaixo dos R$ R$13,7 bilhões do mesmo trimestre do ano passado. A receita líquida da Eletrobras cresceu 2,9% no período, saindo dos R$7,13 bilhões e indo para R$ 7,33 bilhões. Já o Ebitda, assim como o lucro líquido, também teve acentuada queda, caindo de R$ 12,2 bilhões o último trimestre de 2018 para R$ 3,2 bilhões, recuando 74%. Os investimentos no último trimestre do ano ficaram em R$ R$ 1,56 bilhão, abaixo dos R$ 1,76 do mesmo trimestre de 2018. O Lucro deste trimestre é composto pelo Lucro Líquido das operações continuadas de R$ 4,8 bilhões e pelo Prejuízo Líquido de R$ 1,7 bilhão referente às operações descontinuadas na distribuição.