Conselho aprova venda da Copel Telecomunicações

Será iniciado o processo de data-room para que os interessados tenham acesso as informações da empresa

O Conselho de Administração da Copel aprovou na última quarta-feira, 15 de julho, a venda total de sua subsidiária Copel Telecomunicações, “com base na conclusão dos estudos os quais foram validados por assessores externos independentes”, diz o comunicado publicado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Consequentemente, será iniciado o processo de data-room para que os interessados tenham acesso as informações da empresa. O processo completo será enviado para análise do Tribunal de Contas do Estado do Paraná. Ainda não há data para realização da audiência pública virtual. O preço mínimo e demais condições de negociação serão divulgados oportunamente na publicação do edital.

Assessor financeiro

O Conselho da Copel também  autorizou o início do processo de contratação de especialistas financeiros e legais, com o objetivo de assessorar a companhia em todos os aspectos que envolvam a implementação de um Programa de Certificado de Depósito de Ações (Uniss), incluindo avaliação de oportunidades de melhorias de governança corporativa e de liquidez de suas ações, como iniciativas de migração do Nível 1 para o Nível 2 da B3 – Brasil, Bolsa e Balcão e desdobramento de ações “split”, entre outras.

O Conselho ainda autorizou o início do processo de contratação de Agente Escriturador de Ações, o qual estará associado ao êxito da implementação das respectivas Units. “A companhia manterá o mercado informado sobre o andamento das atividades, de acordo com os ritos de governança, com a legislação e regulamentação aplicáveis”, informa.