Energisa Borborema pode ter aumento médio de 3,45%

Proposta de revisão da distribuidora da Paraíba ainda vai passar por consulta pública

A proposta de revisão tarifária da Energisa Borborema prevê aumento médio de 3,45% nas tarifas da distribuidora, com efeito médio a ser percebido de 12,29% para os consumidores em alta tensão e de 0,43% para os de baixa tensão. Mesmo com o resultado, a empresa tem a tarifa mais barata do Brasil.

O processo tarifário ainda vai passar por consulta pública, e o índices consolidados depois disso serão aplicados a partir de 4 de fevereiro de 2021. Entre os itens de custo que se destacam no cálculo provisório da Agência Nacional de Energia Elétrica estão transmissão, com 4,11%, e compra de energia, com 2,55%. O uso de recursos da Conta Covid contribuiu para amortecer a tarifa em 3,08%.

A agência vai receber contribuições dos interessados de 11 de novembro a 25 de dezembro. Está prevista audiência pública virtual no dia 3 do mês que vem. Além da revisão tarifária, estão em discussão os limites dos indicadores de qualidade DEC e FEC, que medem a duração e a frequência das interrupções no fornecimento de energia para o período de 2022 a 2025. A Energisa Borborema atende 6 municípios na Paraíba com cerca de 510 mil habitantes.