Enel Rio tem queda de 82,5% no lucro de 2020

Ganhos da empresa fecharam 2020 em R$ 48,9 milhões, e energia distribuída apresentou redução de 2,9%

A Enel Distribuição Rio encerrou o ano de 2020 com diminuição de 82,5% em seu lucro líquido, que alcançou R$ 48,9 milhões. O resultado ebitda da empresa recuou 29,3%, para R$ 749,2 milhões, já o ebit caiu 51,2%, para R$ 313,7 milhões.

A companhia afirmou que a queda deve-se em função do menor ebit e das maiores despesas financeiras, refletindo o aumento dos custos com atualizações e provisões para contingências jurídicas, em razão de uma decisão judicial, em segunda instância, que restitui o valor cobrado a maior das tarifas de energia na década de 80, quando vigorava o congelamento de preços. Esse efeito foi parcialmente compensado por menores encargos de dívidas por conta da queda da taxa de juros.

A venda e transporte de energia apresentou queda de 2,9%, refletindo os impactos da pandemia de covid-19 e a consequente deterioração da atividade econômica.

Os índices de qualidade de energia DEC e FEC registraram redução de 15,4%, para 11,24 horas, e de 21,8%, para 6,51 vezes. A empresa atribuiu essa melhora como resultado dos investimentos realizados nos últimos anos na modernização e automação da rede elétrica. As perdas de energia apresentaram redução de 0,47 ponto porcentual, para 21,91%.

O investimento no ano somou R$ 771,9 milhões, aumento de 8,3%. A dívida líquida, aumentou 3,9%, principalmente, devido às novas dívidas contratadas para financiamento de novos investimentos e capital de giro.