Ministérios de Minas e Energia e Economia lamentam falecimento de Carlos Langoni

O economista ofereceu ajuda para derrubar o custo da energia com as mudanças no marco regulatório do gás natural

O Ministério de Minas e Energia, assim como o Ministério da Economia, divulgaram nota lamentando o falecimento de Carlos Langoni, ex-presidente do Banco Central. O economista ofereceu ajuda ao ministro Paulo Guedes com a ideia de derrubar o custo da energia com as mudanças no marco regulatório do gás natural.

O MME destacou que Langoni colaborou na formulação do novo marco com o Ministério da Economia, o Ministério de Minas e Energia, ANP, CADE, Petrobras e Secretarias de Estados e Municípios. Langoni, que faleceu neste último domingo, 13 de junho, já foi representante do Brasil no FMI, além de diretor do Centro de Economia Mundial da Fundação Getúlio Vargas.