Tarifas da Energisa terão aumento de 9,10% em MG

Para a distribuidora do grupo em Nova Friburgo (RJ), o impacto médio será menor, de 4,95%

Os processos de revisão tarifária das distribuidoras da Energisa em Minas Gerais e em Nova Friburgo (RJ) foram concluídos pela Agência Nacional de Energia Elétrica nesta terça-feira, 22 de junho. Para a concessionária mineira, as tarifas vão aumentar em média 9,10%, e para a fluminense 4,95%, a partir de hoje.

Consumidores da EMG atendidos em alta tensão vão perceber um aumento na conta de 12,96%, em média, enquanto os de baixa tensão terão em média, uma alta de 8,11%. O custo de compra de energia teve a maior participação no resultado, com 6,88%, seguida do transporte de energia, com 3,47% e de encargos, com 2,49%.

Na Nova Friburgo, a revisão levou a aumento médio percebido de 9,40% na alta tensão e de 3,99% na baixa tensão. O transporte foi o maior item de custo, com 5,14%. Já o custo da energia caiu 0,46% como efeito da redução da tarifa de energia da Enel RJ, que é supridora da concessionária.