Laboratório de Inovação da Neoenergia traz agilidade e economia de recursos

LabNeo entregou duas primeiras soluções e já gera valor para a empresa

A Neoenergia entregou as duas primeiras soluções criadas no âmbito do seu laboratório de inovação, o LabNeo, iniciado no fim do ano passado como um projeto piloto para fomentar a agilidade e desenvolver talentos. Os primeiros resultados já demonstram vantagens como a redução no tempo das atividades da empresa, levando à economia de recursos. Além dessas primeiras entregas, o LabNeo já iniciou uma segunda onda de desafios, que desenvolverá nos próximos meses um portal de acompanhamento da regulação e uma ferramenta de gestão de clientes.

De acordo com o gerente de Inovação da Neoenergia, Bruno Melchior, o LabNeo é um projeto que está gerando valor para as áreas de negócios apenas seis meses após o início, tanto através das soluções desenvolvidas quanto por dar a visão de que há novos caminhos para a resolução dos problemas a um custo mais acessível. Segundo ele, há uma metodologia adaptativa e evolutiva, que favorece o desenvolvimento das melhores soluções com agilidade e economia.

Na primeira fase, uma das plataformas foi criada para atender às necessidades da área de gestão de ativos eólicos. A ferramenta serve para comparar o desempenho de parques em operação de forma automatizada, gerando uma economia de cerca de 87% em tempo de trabalho graças à automatização do processo. A Neoenergia possui atualmente capacidade instalada de 516 MW em eólica, em 17 parques instalados em três estados – Rio Grande do Norte, Paraíba e Bahia.

Os dados sobre o fator de capacidade dos empreendimentos são públicos, captados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. Através da solução desenvolvida pelo LabNeo, esses dados são apresentados em gráficos intuitivos de forma automatizada e de acordo com as necessidades de análise da empresa. Segundo o engenheiro da Neoenergia Gustavo Pradel, com a ferramenta, vantagens como economia de tempo das equipes e a facilidade no acesso à informação poderão ser aferidas.

A segunda solução é para a análise de riscos na Diretoria de Relações Institucionais, padronizando e otimizando os registros de reuniões com o público externo, atividade que antes era estimada em 19 minutos e pode passar a ser realizada em seis minutos. As duas novas soluções utilizaram recursos do pacote de ferramentas já adotado pela companhia.

Realizado em parceria com a CESAR School, escola de inovação localizada no Porto Digital do Recife (PE), o projeto envolve dez estagiários dos cursos de Ciências da Computação e Design, além de representantes das áreas de negócios beneficiadas pelas soluções e da Superintendência de Inovação e Sustentabilidade da companhia.