Aneel define novos valores do Proinfa e CDE para transmissoras

Serão recolhidos cerca de R$ 77,5 milhões referentes ao programa de renováveis e R$ 91,7 milhões da conta até 10 de fevereiro de 2022

A Superintendência de Gestão Tarifária da Aneel definiu os valores das quotas de custeio referentes ao Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica – Proinfa, para o mês de março de 2022, em mais de R$ 77,5 milhões.

O valor será rateado entre 18 concessionárias de transmissão que atendam consumidor livre e/ou autoprodutor com unidade de consumo conectada às instalações da Rede Básica do SIN e as quotas definidas no Anexo do Despacho deverão ser recolhidas à Eletrobras até o dia 10 de fevereiro de 2022, para crédito da Conta Proinfa.

A agência também fixou os valores das quotas referentes ao encargo da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) para o mês de novembro de 2021 e que deverão ser recolhidos até o dia 10 de fevereiro de 2022, somando mais de 91,7 milhões.

As maiores pagadoras são a Cemig, com R$ 19,6 milhões, Cteep, com R$ 14,9 milhões, e Eletronorte, com R$ 14,1 milhões. A lista com o valor de todas as transmissoras pode ser vista aqui.