A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou para operação comercial, a partir de 30 de abril, as UG6 e UG10, da EOL Caetité D, com 8,4 MW de capacidade instalada; as UG1 a UG218, das UFV Arinos 11 e 12, que juntas somam 91,56 MW; e por fim as UG2 e UG7, das EOL Ventos de Santa Luzia 03 e 04, com 9 MW. No total, para operação comercial, a Aneel autorizou 108,96 MW de capacidade instalada.

Para operação em teste, a Aneel liberou as UG1 a UG129, da UFV Jaíba CS, com 39,99 MW de capacidade instalada.

A agência reguladora decidiu suspender, a partir desta data, 30 de abril, a operação comercial da unidade geradora 2 da EOL Aura Mirim II, com potência instalada de 3 MW, no Município de Santa Vitória do Palmar, no estado do Rio Grande do Sul outorgada à Santa Vitória do Palmar XII Energias Renováveis S.A. A ocorrência na UG2 foi devido a uma descarga atmosférica que atingiu uma das pás da turbina eólica vindo a colapsar a mesma, devido a uma tempestade no dia 20 de março de 2024.

De acordo com a Aneel, a Santa Vitoria do Palmar XII foi notificada sobre a possibilidade de suspensão da operação comercial da UG2, sendo oportunizada apresentação de justificativas e argumentos para impedir tal ato. Ademais, tão logo os reparos estejam concluídos e a disponibilidade retomada, a condição de operação comercial da unidade geradora da usina poderá ser restabelecida pela Aneel mediante solicitação da empresa.