Demanda na área de concessão da Light aumenta 2,5% no terceiro trimestre

No acumulado do ano, a elevação é de 0,8%, sendo que o consumo residencial apresentou a única queda entre as diferentes classes de consumidores

O mercado de distribuição da Light ficou 2,5% maior no terceiro trimestre deste ano na comparação com 2014. A demanda registrada pela companhia ficou em 6.081 GWh ante os 5.931 GWh de 12 meses antes. O mercado cativo recuou enquanto o livre aumentou a demanda. De acordo com a prévia operacional, o segmento residencial apresentou queda de 2,5%, enquanto o comercial aumentou 1,4%, o industrial 9,7%, e os demais, sob a chancela de outros apresentou desempenho 5,2% maior.
No acumulado de nove meses, a demanda registrada pela Light está 0,8% maior quando comparada com o mesmo período de 2014 com 19.951 GWh. Assim como no terceiro trimestre, o segmente residencial acumula retração, mas de 1,3% de janeiro a setembro. O segmento comercial apresentou aumento da demanda de 2,7%, o industrial de 0,9% e as demais classes de consumidores aumentaram a demanda em 1,3%.
O número de consumidores da Light aumentou 2,2% no trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado, alcançando 4,284 milhões. Ao mesmo tempo a tarifa média de fornecimento disparou 49,5% nessa mesma base de comparação, para R$ 604/MWh
Já no segmento de geração, a empresa registrou um incremento na capacidade instalada de 3% passando de 961 MW para 990 MW. Enquanto isso a garantia física aumentou 1,3% para 703 MW médios. Apesar disso, a geração liquida da empresa recuou 19,5% para 667 GWh.
O volume de energia comercializada pela geradora no terceiro trimestre foi de 983,2 GWh, um volume 6% abaixo dos 1.046,2 GWh do mesmo período do ano passado. Nos nove meses de 2015, esse volume somou 3.153,4 GWh, montante 7,4% abaixo do reportado no ano anterior.