Armando Casado pede para deixar CA da Eletrobras

Motivos pessoais justificaram renúncia do ex-diretor de RI da empresa

A Eletrobras anunciou em comunicado ao mercado na noite da última quinta-feira, 13 de janeiro, que o conselheiro Armando Casado de Araújo, indicado pelo acionista controlador, apresentou carta de renúncia ao cargo no Conselho de Administração da empresa, por motivos pessoais. Casado já ocupou a diretoria de Relações com Investidores da estatal.