Rio São Francisco atinge maior volume em 13 anos

Trecho que atravessa o Nordeste admite vazão de 4.000 m³/s a partir do reservatório de Sobradinho (BA) e Chesf não descarta aumentar patamar conforme o volume de chuvas até abril

Com vazão de 4 mil m³/s a partir do reservatório de Sobradinho (BA), a Chesf informou que o Rio São Francisco atingiu o maior nível em seu curso natural nos últimos 13 anos, no trecho que atravessa o Nordeste. O Velho Chico, como também é conhecido, permanecerá nesse patamar até a próxima terça-feira, 1º de fevereiro, quando haverá nova divulgação pela companhia.

A operação especial de controle de cheia do rio acontece desde o dia 12 de janeiro em função das fortes chuvas em Minas Gerais. As decisões acontecem com anuência do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) em articulação com a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA).

Segundo a Chesf, não há sinalização nesse momento para nova elevação da vazão além dos 4.000 m³/s. No entanto em uma carta enviada às prefeituras e usuários cadastrados não afasta a hipótese de ter de praticar um escoamento maior no decorrer do período úmido, o que dependerá da evolução das chuvas na Bacia do São Francisco.

“Os reservatórios ao longo do São Francisco permitem um controle do nível do rio, acumulando água, mas o período úmido do rio se estende até abril”, ponderou o diretor de Operação da companhia, João Henrique Franklin.

A empresa também salientou que vem mantendo diálogo com prefeituras, defesas civis, associações, Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco e outras entidades para atuação desses órgãos quanto a ações de prevenção e orientação dos usuários.