Eólicas da Brennand Energia e da Chesf tem unidades liberadas para operação comercial

No Rio Grande do Norte, projetos da Força Eólica do Brasil iniciaram comissionamento

A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou a operação comercial das eólicas Mussambê (UG1 a UG4), Morro Branco I (UG3 a UG6), Barúnas (UG 1, UG 5 a UG8), ambas no município de Sento Sé, no estado da Bahia. No total, 30,5 MW de capacidade instalada foram liberados nesta quarta-feira, 23 de dezembro, e passaram a comercializar energia. Os projetos são fruto de uma parceria entre a Brennand Energia e a Chesf. 
 
Segundo Mozart de Siqueira, presidente executivo da Brennand, cada parque tem 32,9 MW de capacidade instalada. São 42 aerogeradores de 2,35 MW cada, totalizando 41 unidades em operação comercial e uma unidade em teste, “atingindo a nossa meta de colocar todos os parques integralmente em operação comercial até o final deste ano, uma vez que a última unidade entrará em operação comercial na próxima semana em 29 de dezembro”, contou.
 
No Rio Grande do Sul, a UTE PCT SLC Alimentos iniciou a operação comercial da unidade geradora nº 1, de 8,5 MW. No Rio Grande do Norte, a Aneel autorizou o comissionamento das primeiras máquinas das centrais eólicas Calango 1 a 5. Os projetos são da Força Eólica do Brasil, uma parceria entre a Neoenergia e a Iberdrola Energia. A solicitação do início da operação comercial somente poderá ser efetuada após a conclusão da operação em teste. As informações são do Diário Oficial da União desta quarta-feira, 23.