Neoenergia cria gerência que agiliza processos e favorece a inovação

Gerência de Projetos Ágeis e Gestão da Mudança otimiza processo produtivo no ambiente corporativo

Com a criação da gerência de Projetos Ágeis e Gestão da Mudança, a Neoenergia tem como objetivo colocar em prática a filosofia de trabalho ágil, buscando otimizar o processo produtivo no ambiente corporativo, por possibilitar uma gestão e entrega dos projetos de forma mais eficiente. O modelo ágil está presente principalmente em empresas de tecnologia, e a Neoenergia se mostra pioneira no setor elétrico ao adotá-lo, acelerando ideias e fomentando inovação.

A empresa tem um case de sucesso com a implantação do FiscNeo, ferramenta digital que traz um diferencial através do uso da mobilidade para execução das fiscalizações técnicas e de segurança das atividades diárias realizadas pelas equipes das distribuidoras em campo. O objetivo principal da criação era eliminar o papel, utilizado pelos agentes responsáveis ao efetuarem as fiscalizações. Com isso em mente, buscou-se soluções ágeis para esse desafio. O resultado foi o desenvolvimento do FiscNeo em apenas quatro meses, hoje utilizado em tablets por 400 colaboradores na Coelba (BA), Celpe (PE), Elektro (SP /MS) e Cosern (RN). Com isso, a empresa deixou de imprimir 175 mil folhas ao ano e ganhou em produtividade, com mais qualidade e segurança nas atividades.

O Gerente de Projetos Ágeis e Gestão da Mudança da Neoenergia, Isael Passos, explica que, com o modelo ágil, é possível fazer entregas em partes menores, o que torna o processo mais acessível e rápido. De acordo com ele, o modelo se diferencia por focar em resultados imediatos para o negócio, com soluções que buscam a agilidade de forma a diminuir o tempo de imprecisão e incerteza para aplicação do projeto. Ainda de acordo com Passos, os colaboradores envolvidos são mobilizados a pensar e agir como ‘donos’ do processo, o que leva a novos fluxos de trabalho e autogerenciamento das entregas, em um processo contínuo de avaliação e feedbacks.

Dentro da Gerência de Projetos Ágeis e Gestão da Mudança, existe uma equipe dedicada a lidar com data analytics, cujo objetivo é gerar valor a partir dos dados. O gerente explica que existe uma grande quantidade de dados obtidos a partir da operação, equipamentos e redes de distribuição. O desafio está em transformá-los em informações que irão gerar decisões e oportunidades para o negócio.

Um exemplo do uso de data analytics pode ser visto na atuação da manutenção preditiva, aquela que identifica padrões para resolver os problemas antes que eles aconteçam. Dessa forma, são utilizados os dados dos sistemas de manutenção de rede para determinar as principais falhas com o objetivo de predizer e priorizar as ações de manutenção, diminuindo consideravelmente as chances de um equipamento apresentar algum problema, o que reforça a confiabilidade no fornecimento de energia.