Carga deve recuar 0,8% em junho

Estimativa para reservatórios do Sudeste/ Centro-Oeste ao fim do mês é de 65,7%

A carga no Sistema Interligado Nacional deve ter um recuo de 0,8%, de acordo com a estimativa do Informe do Programa Mensal de Operação referentes ao prazo de 11 a 17 de junho. No Sudeste/ Centro-Oeste, a carga deve se mostrar estável, com um aumento mínimo de 0,1%. Aumentos não estão previstos nos demais submercados. Nordeste e Sul terão as maiores quedas na carga, de 2,4% e 2,5%, respectivamente. Na região Norte, o recuo estimado é de 0,3%.

Os níveis dos reservatórios continuam com boa perspectiva. No Sudeste/ Centro-Oeste, o volume esperado ao fim do mês é de 65,7%. No Sul, o armazenamento deve chegar a 92,7%, enquanto no Nordeste, a expectativa é de volume de 91,7% ao fim de junho. Já na região Norte, espera-se que os níveis fiquem em 99%.

A Energia Natural Afluente para o final do mês no Sudeste chega a 23.109 MW med, o mesmo que 71% da média de longo termo. No Sul, a ENA esperada é de 22.603 MW med, que equivale a 218% da MLT. Na região Nordeste a ENA estimada para o fim do mês é de 2.969 MW med, valor correspondente a 64% da MLT. No Norte, a ENA deve alcançar 8.646 MW med, o mesmo que 81% da MLT.

A média semanal do Custo Marginal da Operação fica em R$ 50,17/ MWh para todos os submercados.