Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A GreenYellow França anunciou ao mercado a conclusão bem-sucedida da aquisição de 50% das ações da Engie na Reservoir Sun. Criada em 2018, a joint-venture reporta liderança em autogeração solar para negócios terciários, industriais e autoridades locais na nos últimos cinco anos, ganhando papel de destaque na implementação de projetos em diferentes localidades e em programas em larga escala.

A empresa desenvolveu uma capacidade instalada e em construção que excederá 150 MWp em mais de 350 instalações solares até o final de 2023. Além disso, possui um pipeline de 1,2 GW que antecipa um crescimento substancial em suas realizações nos próximos anos, apoiado por um quadro regulatório favorável à solarização em seus segmentos de mercado.

Com uma equipe de 80 profissionais especializados, a Reservoir está firmemente estabelecida em toda França, com escritórios em Marselha (sede), bem como em Lyon, Paris e Toulouse. Essa presença nacional capacita a companhia a fornecer suporte eficiente a seus clientes. Segundo as partes, a integração do ativo às atividades da GY no país irá permitir um crescimento acelerado no mercado francês de energia solar. Outro benefício seriam as vantagens oferecidas pela plataforma abrangente de soluções financiadas da multinacional, a qual inclui acesso ao ecossistema de parceiros e clientes europeus, promovendo sinergias.

Por sua vez a Engie optou por continuar seu desenvolvimento em energia solar descentralizada e autoconsumo, integrando-o totalmente em uma proposta abrangente de descarbonização, que atenda mais amplamente às expectativas de seus clientes. A decisão acontece num contexto no qual a modalidade da geração própria se posiciona como um elemento essencial para acelerar a transição energética, complementando soluções de calor e frio renováveis, mobilidade sustentável e medidas de eficiência energética.