Aneel aprova reajustes de cooperativas em SC e SP

Tarifas terão aumentos entre 10% e 13,5% no próximo dia 30

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou os reajustes tarifários da Cooperativa de Eletrificação Rural Anitápolis (SC), da Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento da Região de Itu-Mairinque e da Cooperativa de Eletrificação de Ibiúna e Região (ambas do interior de São Paulo). As tarifas serão corrigidas em 30 de outubro.

A Ceral Anitápolis poderá aplicar um aumento de 10% sobre valor pago por todos os consumidores. Para a Cerim, a tarifa vai aumentar em média 10%, com efeito médio de 9,57% na baixa tensão e de 12,69% para os consumidores atendidos em alta tensão. No caso da Cetril, o reajuste terá efeito médio de 12,95%, com impacto de 12,94% para os consumidores atendidos em baixa tensão  e de  13,52% para os clientes conectados em alta tensão.

O resultado do reajuste das três cooperativas foram influenciados pelos custos de compra de energia, encargos setoriais e pela retirada de componentes financeiros que entraram no processo tarifário do ano passado. A Ceral atende 3,2 mil unidades consumidoras em Anitápolis, Santa Catarina; a Cerim, 11,1 mil unidades consumidoras em Mairinque, São Paulo; e a Cetril 26,4 mil unidades consumidoras em Ibiúna, São Paulo.