Chesf, Furnas e Copel estão fora do leilão de transmissão

Empresas foram barradas pela Aneel por apresentarem histórico de atraso na entrega de obras

As subsidiárias da Eletrobras Chesf e Furnas e a estatal paranaense Copel não poderão participar do próximo leilão de transmissão por não atenderem aos itens de habilitação dispostos no edital, informou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em despacho publicado no Diário Oficial da União (DOU) nesta quinta-feira, 14 de novembro.

Segundo do despacho nº 3.166, as empresas não atendem ao item 10.9.5 do edital, que trata do histórico de desempenho na implantação de obras de transmissão. Pela regra, empresas com atraso na entrega de empreendimentos e com histórico de penalidades recorrentes estão impedidas de participar da disputa.

No final de outubro, Furnas chegou a abrir chamada pública para procurar sócio para participar do certame.

O leilão 02/2019 será realizado em 19 de dezembro, em São Paulo, em local a ser definido. No certame serão ofertados 12 lotes com 33 empreendimentos, somam 2.380 km de linhas de transmissão, com investimentos estimados em R$ 4 bilhões.