ONS: crescimento da carga deve ficar em 3,7% em julho

Expectativa é que reservatórios do Sudeste terminem mês com volume de 26,4%

A  projeção de carga no Sistema Interligado Nacional para o fim de julho indica que ela vai registrar um crescimento de 3,7% na comparação com julho de 2020. Dados do Informe do Programa Mensal de Operação mostram que a carga no Sudeste/Centro-Oeste deve crescer 2,5%, a menor variação no sistema. O maior aumento virá do Nordeste, com variação de 6,8%, seguido de perto pelo Norte, com 6,6%. A expectativa é que a carga no Sul tenha aumento de 3,5%.

Os níveis dos reservatórios do Sudeste/Centro-Oeste devem encerrar o mês com volume de 26,4%. No Nordeste, os níveis de armazenamento devem ficar 53,7%. O Sul deve operar com 45,7% da capacidade, enquanto a região Norte fica com o maior volume por subsistema, de 80,5%.

A previsão mensal de Energia Natural Afluente para o Sudeste/Centro-Oeste é de 16.059 MW med, o mesmo que 63% da média de longo termo. No Sul, o valor esperado é de 5.464 MW med que equivale a 50% da MLT. No Nordeste, são 1.590 MW med, que correspondem a 42% da média, enquanto no Norte, a previsão mensal de ENA é de 4.291 MW med ou 81% da MLT.